segunda-feira, 26 de março de 2018

Palavras chaves e cadê o site!

março 26, 2018 1 Comments

Palavras chave funciona?

Se funciona, pelo menos no meu não.

A hospedagem do site é boa mesmo? 

Nessas alturas já não ponho minha mão no fogo

Meu site é responsivo?

Os teste dizem que sim

Mas, cadê o site na busca? 

Está na lista negra?

Os testes dizem que não.

Foi banido?

Tambem não.

E se não é uma coisa e nem outra onde está o meu site

www.diskdomesticas.com.br
www.humaitarh.com.br

Acompanho cada história de superação de arrepiar. Nunca contei a minha porque na minha opinião a minha história tem um fundamento.

  • Experiência
  • Aprendizado

E quem se decide ir pra chuva é porque sabe que pode se molhar!

Dificuldades faz parte senão não teria sentido. Como vou aprender a falar se não abrir a boca?
Jamais irei me arrepender de ter virado noites sem dormir com o objetivo de aprender como divulgar o meu site.
Mas, depois de tudo que já passei ver meu site sumir, aí não dá pra engolir a seco.

www.diskdomesticas.com.br
www.humaitarh.com.br

Sumiram porque da busca do google?


E cadê o meu site!

março 26, 2018 0 Comments

Falar a verdade não faz mal a ninguém. E a verdade é que meu site sumiu da busca do google.
Por que?
Meu site tem conteudo!
Meu site não inflige regras!
Minha empresa é líder no seu segmento
Minha empresa é uma empresa idonea

Cadê?

Tempos atras, ligou aqui uma outra empresa do mesmo segmento que a minha com a seguinte pergunta:

Como que você fez pra seu site não sair da primeira página?

Boa pergunta!


Mas podemos sem nenhum problema narrar a nossa história!

Em 1995 abri essa empresa só com a cara e a coragem. Em resumo: sem um centavo furado.
Na verdade, eu tinha um computador velho caindo aos pedaços que ganhei de uma cliente e eu pra ser sincera não sabia nem ligar a máquina.
E quando iniciei a minha história de divulgar o meu site na internet, liguei pra um amigo pra perguntar como é que ligava o computador.
E essa história é pra lá de sofrida e ao mesmo tempo engraçada. 
Quando ganhei esse computador tive que transporta-lo com seus apetrechos nos seus devidos lugares com receio de desmontar e não saber recolocar.
Falo do mouse e teclado é mole?

Pois bem! depois que aprendi a ligar e trabalhar com o mouse e o teclado iniciei a minha peregrinação de buscar artigos, estudar como divulgar o meu site que na época criei no provedor Terra.

Foram meses e talvez anos de estudo e pesquisa e noites sem dormir, aprendendo como colocar o meu site na busca.

Não saí por aí perguntando como fazer. Eu descobri. Estudando, buscando e pesquisando.

Imaginem aí a minha alegria quando começaram a aparecer os primeiros clientes!

Eu que não tinha dinheiro pra anunciar em lugar nenhum, de repente minha história muda de figura!

A minha pobreza e falta de recursos era tanta que nem dinheiro pra comprar uma impressora eu tinha!

Mas com meu site na internet e na primeira página do google a minha empresa criou status!

Empresas de TV viviam por aqui fazendo entrevistas. E ampliei meus negócios. Contratei pessoas!
Comprei moveis novos!

Aluguei salas no centro da cidade e passei a trabalhar também com empresas.


Era quem me traziam de 1 a 200 clientes por semana.
Eram tantos clientes que faltavam mão de obra pra atender tantos pedidos.

E fui crescendo!
E crescendo!

De uns tres anos até hoje se eu não trabalhasse tambem com empregados domésticos já teria fechado as portas.

Primeiro foi a crise!
Segundo foram meus sites que sumiram das buscas do GOOGLE!

Cadê meus sites?

Tive que transformar o www.empregoshumaita.com.br em um blog de tão sumido que ele ficou.

E não é falta de atenção não.
Porque leio e acompanho as mudanças!

Cadê meu site por favor?

Cadê meu site!

março 26, 2018 2 Comments

Quando pergunto cadê meu site, refiro-me ao www.diskdomesticas.com.br
Cadê meu site que simplesmente sumiu da busca do google.
Meu site que sempre esteve na primeira página, simplesmente desapareceu.

Daí existem por aí na internet, milhões de artigos sobre que com certeza não é o meu caso.

Meu site possui uma das melhores hospedagens. Pelo menos é o que dizem as pesquisas sobre hospedagens de site.

Cumpre as melhores práticas, inclusive também é responsivo.

Como se já não bastassem as dificuldades pelas quais estamos vivendo nesse país. Aparece mais essa para entornar o caldo.


Trabalhamos com emprego. E pra falar a verdade nua e crua, trabalhar com emprego não é um dos melhores negócios.

Estamos nesse mercado a mais de 22 anos gente!

Meus sites na busca eram os primeiros. Hoje você encontra uma agulha no palheiro mas não encontra meu site.

Não fosse o BING já teria fechado as portas.
Não fosse um site que tenho também no WEBNODE essa empresa aqui nem existiria mais.

Porque no GOOGLE meus sites bateu as botas.

Dá um tremendo desespero procurar meu site na busca do google.

Pra quem estava na primeira página, agora nem na 50º se encontra!

Esta é uma das centenas de postagens que vou escrever sobre:

Cadê meu site? www.diskdomesticas.com.br

sábado, 3 de fevereiro de 2018

A Força do Professor

fevereiro 03, 2018 0 Comments
Bráulio Bessa

Um guerreiro sem espada
sem faca, foice ou facão
armado só de amor
segurando um giz na mão
o livro é seu escudo
que lhe protege de tudo
que possa lhe causar dor
por isso eu tenho dito
Tenho fé e acredito
na força do professor.

Ah… se um dia governantes
prestassem mais atenção
nos verdadeiros heróis
que constroem a nação
ah… se fizessem justiça
sem corpo mole ou preguiça
lhe dando o real valor
eu daria um grande grito
Tenho fé e acredito
na força do professor.

Porém não sinta vergonha
não se sinta derrotado
se o nosso pais vai mal
você não é o culpado
Nas potências mundiais
são sempre heróis nacionais
e por aqui sem valor
mesmo triste e muito aflito
Tenho fé e acredito
na força do professor.

Um arquiteto de sonhos
Engenheiro do futuro
Um motorista da vida
dirigindo no escuro
Um plantador de esperança
plantando em cada criança
um adulto sonhador
e esse cordel foi escrito
por que ainda acredito
na força do professor.

A Poesia da Vida

fevereiro 03, 2018 2 Comments


O poeta adquiriu um pedaço de terra em plena serra. Um lugar para sonhar. Para fazer poesia, escrever, inebriar a alma.

Não pretendeu mexer em nada. Deus, afinal, fizera tudo tão bonito: o regato de água cristalina descendo do alto da serra, por entre pedras, formando cachoeiras e remansos gelados.

Samambaias, avencas, brincos de princesa em profusão. Campos verdes, bordados de flores minúsculas. Também enormes araucárias, com sua casca rugosa, onde cresciam bromélias.

Um pedaço do céu cheio de beleza e vida.

Mas, nesse belo lugar, havia um morro de terra ruim. Tão ruim que até o capim protestava e não crescia.

O poeta olhou para aquela terra, aparentemente imprestável, e resolveu dar uma mãozinha para a natureza.

Pensou que poderia plantar araucárias. Uma mata cheia de pinheiros, com suas copas altivas, braços erguidos ao céu, como a pedir bênçãos.

Consultou as pessoas do lugar. Ninguém aprovou sua ideia. Imagine. Plantar araucárias. Elas levam muito tempo para crescer.

Como o poeta não era tão jovem, disseram-lhe que, com certeza, ele nem chegaria a ver os pinheiros crescidos.

Além do mais, não se pode cortar araucária. Ela é protegida por lei. Cortar uma árvore dessas é crime.

E para que plantar árvores se não puderem ser cortadas? Afinal, somente cortadas é que elas valem dinheiro, podem ser vendidas.

Aconselharam ao poeta plantar eucaliptos. Eles crescem rápido. Dão lucro, a partir do terceiro ano.

O poeta voltou para sua casa. Ninguém o tinha entendido. Descobriu que ele e os seus vizinhos eram de mundos diferentes.

Ele era um ser da floresta, sem pressa, como as sementes colocadas no solo. Os seus vizinhos pensavam em coisas rápidas, em dinheiro no banco, em lucros.

Ele desejava desfrutar o espetáculo colorido e perfumado da floresta exuberante.

Ver, cheirar. É tudo que queria.

Eles só tinham em mente o comércio, os negócios.

Por isso um eucalipto que pode ser cortado em três anos é muito mais importante do que uma araucária que não pode ser cortada nem em cinquenta anos.

E o poeta ficou a refletir que os homens que só pensam no lucro, perderam o sentido e a beleza da vida.

Recordou dos que olham para uma imensa floresta de sequoias e acham um terrível desperdício aquela propriedade habitada somente por árvores.

No seu conceito de lucro, muito melhor seria queimar a floresta toda e transformá-la em condomínio luxuoso.

Por tudo isso, o poeta resolveu mesmo plantar araucárias. Se ele chegará a vê-las crescidas ou não, não importa.

Importa que ele semeou esperança e vida que poderão alegrar outros olhos e corações, no futuro.

* * *

Onde estiver o seu tesouro, ensinou Jesus, aí estará seu coração.
Nosso coração está na vida, na beleza ou no lucro?
Desejamos uma terra pródiga de maravilhas onde nossos filhos possam viver e se encantar, respirar ar puro ou simplesmente um lugar para usufruir todo o possível, rápida e velozmente?
Dependendo da nossa resposta, decidiremos se plantaremos araucárias ou eucaliptos na terra e em nosso coração.



Redação do Momento Espírita, com base no cap. 4, pt. 3,
do livro Um céu numa flor silvestre, de Rubem Alves,
ed. Verus.
Em 24.4.2017.

domingo, 31 de dezembro de 2017

De Coração, Obrigada

dezembro 31, 2017 2 Comments
Esse Post faz parte da Blogagem Coletiva 52 Semanas de Gratidão da Elaine Gaspareto



Embora não sendo uma participante ativa, de todas as semanas, muito aprendi e aprendo aqui e só tenho mesmo que agradecer. Pela oportunidade de participar da blogagem coletiva, pelas lindas e edificantes experiências de vida que companhei, meu muito obrigada.
A todos que tiveram também a paciência de ler as minhas postagens e por todos os comentários e incentivos que recebi, obrigada.
Desejo a cada um, um ano de vitórias, e que a esperança nunca venha a faltar em nosso coração porque é ela quem nos faz compreender a essência da vida.
2017 foi um ano de lutas, parece que estamos sendo convidados ao crescimento interior.
Mas, o mais importante é que estamos aqui, entrelaçados de alguma forma e nada nessa vida é mais gratificante que o incentivo de pessoas que nem conhecemos, mas que se preocupam com a nossa história e nos diz que tudo passa.

A todos, que como eu, vieram até aqui, porque acreditam no poder da Gratidão eu ofereço essas rosas.
Estaremos nos encontrando se Deus quiser!
Um feliz 2018! para todos, sem exceção! Muitas alegrias, saúde, paz, prosperidade é o que desejo de coração.

Muita Paz!


Esse Post faz parte da Blogagem Coletiva 52 Semanas de Gratidão da Elaine Gaspareto


Follow Us @soratemplates