domingo, 29 de janeiro de 2017

Ao Meu Pai, Minha Eterna Gratidão

  Blogagem Coletiva #52SemanasdeGratidão da Elaine Gaspareto.



A minha gratidão primeiramente a Deus, Pai Misericordioso, Justo e Bom. Pai de todos nós.
E ao meu Pai por tudo que me ensinou.

A história do meu pai, para mim, é um exemplo de vida, e não é porque eu seja a sua filha, mas pela grandeza da sua alma.

E falar do meu pai, significa saudade, e acima de tudo Gratidão a Deus e jamais vou esquecer-me dessa pessoa que foi o meu pai e que vou amar eternamente.

Meu pai era uma pessoa simples, nasceu numa cidade do Rio Grande do Norte. E ao se casar com a minha mãe, saiu do Rio Grande do Norte para trabalhar em uma cidade de Minas Gerais, pois era um exímio carpinteiro e a convite de um amigo foi para trabalhar em uma empresa de carpintaria e por lá ficou algum tempo, até que em um determinado dia recebe a notícia de que a empresa mudaria pra São Paulo.

Mas meu pai decidiu que não acompanharia a empresa, voltaria para a sua terra natal que era o Rio Grande do Norte. 

Eu, pessoalmente, jamais tive a oportunidade de ver alguém amar tanto a sua terra natal igual ao meu pai. Sabia de toda a história que envolvia a sua terra, de todos os pontos turísticos e geográficos. Ele falava que o motivo de não acompanhar a empresa que trabalhava era o receio de nunca mais ver a sua terra e a sua família.
Naquelas épocas, São Paulo era uma cidade distante, ou talvez um sonho ou uma ilusão e meu pai era daquelas pessoas que gostam dos pés no chão. Não houve promoção, nem ofertas para fazê-lo mudar de ideia.

E por este motivo resolveu retornar, quase sem condições financeiras nenhuma, mas como era um homem muito trabalhador enfrentou a volta sem medo, viajando em um pau de arara, numa viagem que demoraria mais de oito dias. (Não sei exatamente quantos dias duravam essa viagem)


E assim é que foi. Estradas de pó e poeira, uma mala com algumas roupas e um saco que chamavam de matulão com suas ferramentas ou seja: martelo, serra, serrote etc.

E assim eu ouvia a minha mãe cantarolando pela cozinha aquela música que retratava exatamente tudo quanto eles viveram, e as dificuldades que passaram.



A história do meu pai é uma história simples, como outra qualquer, mas foi a sua história e os seus exemplos que formaram o caráter dos seus filhos que viriam mais tarde.

Chegando a uma cidade no Ceará, aconteceu um problema com o caminhão, que exigia reparos para continuar viagem e por coincidência existiam vários caminhões parados também, todos com o mesmo problema e naquela cidade pequena não existia recursos, seria preciso procurar em outras cidades, alguém especializado para resolver aquela situação. 

Mas meu pai estava ali, com as suas ferramentas e a sua inteligência e terminou resolvendo o problema, o que fez com que todos aqueles caminhões parados exigissem a sua presença como profissional que era.
O pau de arara, em que ele viajava com a minha mãe e eu, precisava agora partir e agora?
Era preciso que ele ficasse, pelo menos uma semana naquela cidade, sem uma casa, sem conhecimento nenhum, terminou ficando em uma hospedaria e foi daí, que aquela cidade precisando de um carpinteiro tipo meu pai, imediatamente como cidade pequena a notícia corre depressa, muitas pessoas importantes daquela cidade deram um jeito do meu pai ficar por ali mesmo.


E assim meu pai alugou uma casa sem sequer uma cadeira para sentar ou uma cama para dormir. Mas como homem trabalhador que era depressa foi se arranjando e em pouco tempo já possuía a sua própria oficina. Era um homem muito inteligente e a sua fama como fabricante das mais belas portas e janelas de madeira e carrocerias de caminhão corria por este Brasil inteiro. O meu pai foi a pessoa mais simples, humilde e pacata que já conheci.

Não gostava de farras, não bebia, não fumava, nunca tive a oportunidade de ver ou o ouvir reclamando de alguma coisa, mesmo nos nossos momentos mais difíceis. Éramos oito filhos, e o maior presente que um pai pode deixar para um filho é o exemplo e posso dizer com muito orgulho, o exemplo do trabalho, da responsabilidade, da paciência, da mansuetude, pois em nenhum momento o meu pai discutiu ou entrou em conflitos com alguém.

Três grandes episódios marcaram as nossas vidas. A primeira foi a doença do meu pai. Como trabalhava dia e noite, sem descanso, porque eram muitas as solicitações de seus serviços, terminou contraindo uma doença no pulmão, que por pouco não o levou a morte. Mas como era um homem muito forte venceu a doença. Seus negócios caíram muito e passamos mesmo muita fome nesta época sem meu pai poder trabalhar e gastando o que tinha com a sua enfermidade. Mas se recuperou e voltou à ativa e logo, logo recuperou o tempo perdido. A segunda foi um grande incêndio que devorou todas as suas máquinas e ferramentas e material de trabalho, restando apenas o carvão.

Lembro-me do seu olhar triste, mas sem se reclamar ou maldizer a sorte! Sem desespero enfrentou aquela situação com bravura para recomeçar do nada e oito filhos para criar. A terceira foi o desabamento do prédio onde funcionava a oficina. De repente as paredes começaram a trincar e em menos de um dia, paredes e telhados estavam no chão, destruindo praticamente tudo novamente. A única vez que ouvi meu pai fazer um comentário a respeito de tantas desgraças foi quando falou bem assim: esse lugar parece que é azarado. E, imediatamente tratou de procurar um terreno para construir uma nova oficina e uma nova casa ao lado, a casa onde morávamos. E em menos de três meses estava tudo pronto, um prédio enorme quase a metade de um quarteirão e uma casa grande para os seus oito filhos.

Por várias vezes visitou a sua terra natal, o Rio Grande do Norte. Ajudou a muita gente da família, como os irmãos e sobrinhos.

Dos seus oito filhos, que na época restavam sete (pois um havia falecido, conforme escrevi) somente dois dos seus filhos, depois de crescidos saíram para terras distantes. E o tempo corre, os filhos casam e cada um segue o seu destino e como o tempo não para, a minha mãe adoece e veio a falecer com apenas 65 anos vítima de câncer.

O meu pai faleceu com Mal de Alzheimer, E como acredito na vida do espírito, sei que aquele espírito é muito evoluído e que esteja onde estiver estará zelando ainda pelos seus filhos que restaram.

É mesmo muito difícil para mim escrever e relembrar tudo isto. Digo que, ame ao seu pai o mais que você possa e na sua velhice, faça por ele o que ele fez por você quando era criança e indefeso.

Minha eterna Gratidão ao Meu Pai. Por ter me ensinado com o seu exemplo a enfrentar com coragem as intempéries da vida.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva Gratidão da Elaine Gaspareto.

18 comentários:

  1. Maria de Lourdes:
    Bela história de caráter e superação.
    Uma semana iluminada.
    Sônia
    www.lugaresdicasecuriosidade.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sonia! A saudade daqueles tempos é tão imensa que impede de contar como realmente era. Fiz um esboço, mas o que importa é narrar a grandeza daquela alma. E como é possivel alguem se erguer do nada. Obrigada. Pra você tambem muita paz!

      Excluir
  2. Uma história e grande lição de vida a do teu pai! Agradecer por tudo que ele te ensinou vale muito! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chica! Obrigada por vir até aqui e obrigada pelo comentário.Realmente o meu pai merece, esteja onde estiver. E a emoção não me permitiu narrar a minha gratidão. Digo somente: Obrigada Meu Deus. E Ele saberá dizer ao meu pai o que eu não soube dizer.
      Muita paz!

      Excluir
  3. Menina, que história de vida linda e cheia de amor!
    Vou levar cada palavra no meu coração. Grata sou por isso!
    Bjs e abençoada semana para vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabel! A vida passa como num passe de mágica e vamos aprendendo com a propria vida que cada momento é uma grande lição. Grandes oportunidades nos são dadas todos os dias para que tenhamos a ideia do verdadeiro sentido da vida.E aprendemos a ver o que nos cerca quando colocamos a Gratidão em ação.
      Obrigada pelas sua palavras
      Gande beijo no seu coração

      Excluir
  4. Maria, que história linda! Venho através da BC...
    Gosto de saber as estórias das pessoas, serve de balsamo para minha alma. Nossa família é a base da vida, por mais que tenhamos altos e baixos, sao eles quem nos dao o exemplo de carater e perseverança no caminhar do dia a dia. Enquanto lia ia pensando no meu pai, que ainda é vivo e está comigo todos os dias na medida do possível (caminhoneiro...) e o quanto tb sou grata pela sua vida. Parecido com o seu nas virtudes. Realmente, só temos a agradecer. Ótima semana <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wérica!O valor de um bom pai nenhuma palavra é capaz de definir. Só quem teve ou tem a felicidade de ter um, é quem sabe definir o que significa. Meu pai foi o maior exemplo de cuidados e decência que já conheci em toda a minha vida.Parabenizo a você por conhecer isso.
      Uma ótima semana querida pra você tambem!

      Excluir
  5. Boa Tarde, querida Maria!
    Meu pai também teve história de luta mas superou como seu papai. Tão bom sermos gratas ao nosso Pai pelo nosso pai cá na Terra...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roselia! E a Gratidão pela oportunidade de caminhar na vida com um pai assim considero muito pouco diante do que recebemos. Mas, Deus sabe e vai nos ensinando a repartir com os outros o muito que recebemos.
      Obrigada querida!
      Que Jesus a abençoe hoje e sempre!

      Excluir
  6. Oi Maria,boa tarde!
    Que bom que você soube valorizar o esforço do seu pai para criar vocês.E na velhice dele vc pode retribuir todo esse carinho.A minha mãe tem Alzheimer e hoje ajudo meu pai a cuidar dela com muito amor.Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana!Nossos pais e nossos filhos são a luz de Deus em nossos caminhos para nos guiar. Muitos percebem isso cedo, outros demoram um pouco. Porem não foi à toa que nos mandamentos de Deus, Ele colocou os pais.Que Deus lhe dê muitas forças para cuidar da sua mãe. Grande beijo no seu coração.

      Excluir
  7. Prezada Maria de Lourdes. Chega até você através da blogagem coletiva. Muito me emocionei ao ler seu post pois por diversas vezes me identifiquei em seus relatos. Sem dúvida, você tem consigo um dos maiores exemplos de resiliência e de evolução diante da oportunidade da vida. De onde seu amado pai está, certamente ele prossegue este caminho de trabalho pela elevação, se alegra com seu reconhecimento e lhes emana todas as bençãos paternas. Receba meu abraço fraterno e meu convite para que venha me vistar quando puder. Até breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Minha querida Amiga! Que bom que nos entendemos nos sentimentos. Meu Pai realmente foi e acredito que ainda é, o anjo da guarda que Deus colocou na vida dos seus filhos inclusive eu. Tenho certeza que até hoje cuida de mim pois não é possivel uma pessoa receber tantas bênçãos como recebo. Gratidão a Deus por tudo isso considero muito pouco diante do muito que recebo.
      Obrigada pelas suas palavras, muito me alegrei com elas.
      Muita paz!

      Excluir
  8. Maria de Lurdes,

    Seu pai foi um homem extraordinário.
    Que exemplo lindo de um ser humano.
    Nunca desistiu, mesmo diante de tantos contratempos.
    Eu tenho um pai maravilhoso também. Um exemplo pra mim.
    Amei a sua participação.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucinha! Realmente o meu pai foi uma dessas pessoas raras. A sua vida foi um grande exemplo para nós.
      Grande abraço!

      Excluir
  9. Olá Maria!
    Que história linda!
    Me surpreendo a cada semana,seu pai foi um resiliente nada nunca o impediu de seguir enfrente!
    Grande exemplo a ser seguido.
    Bjooo no coração querida...

    https://devaneiosdocotidianoo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andreia! Realmente muito aprendi com meu pai. Não consegui desenvolver em mim a sua paciência, que considero uma conquista que só as almas elevadas possuem.Realmente meu pai foi um grande exemplo de pai, de pessoa e de ser humano e só o fato de ser a sua filha já é motivo pra agradecer a Deus. Obrigada pelas sua palavras lindas.
      Muita paz!

      Excluir

Seja Bem vindo (a) ao meu blog!