Trajetória de uma vida (1ª parte)

15:57:00 Maria de Lourdes 0 Comments

Lembro-me daquela pequena e grande mulher com imenso orgulho porque tive a oportunidade de acompanhar os momentos mais difíceis da sua vida. 
Ela quando nasceu era uma menina linda de cabelos e olhos pretos e pele branquinha que ressaltava seus olhos grandes e cheios de expressão e beleza. Era uma menina linda! Muito linda.
Ao completar cinco meses de vida, de repente adoeceu e ninguém sabia determinar que tipo de doença se apoderou do seu corpinho frágil de cinco meses.
Não se alimentava mais e assim foi definhando e definhando até que um dia as primeiras providências para o seu funeral foi providenciado. A casa cheia de gente para visitar aquele pequeno ser que mal respirava e a sua imagem parecia com a de um anjinho já com as feições próprias de uma criancinha quase morta!
Lembro-me daquele dia, muito triste, até o sol que sempre era escaldante naquele dia não apareceu! Era um dia muito triste que ficou para sempre gravado nas minhas lembranças.
Todos que estavam ali aguardavam somente o seu ultimo sopro de vida! O padre da cidade também veio como era de costume naquela cidade, visitar as pessoas enfermas em seus últimos momentos de vida. Pra todos os efeitos era o fim de uma vidinha de cinco meses que de um dia pro outro começou a definhar sem uma explicação cabível! Nem mesmo os médicos puderam diagnosticar o mal que se apoderou daquele corpinho!
O dia passou, veio a noite, depois o dia seguinte e depois mais um dia e de repente aquele anjinho deu um suspiro e começou a chorar! Depois de três dias totalmente inerte esperávamos somente o seu ultimo sopro de vida e concluímos que realmente ninguém parte se não é chegada a hora.
Depois daquele choro veio para os braços da mãe que tratou de alimenta-la. E as pessoas que ali estavam não acreditariam se não estivessem vendo o que estava acontecendo.
Resumindo a primeira parte desta história, aquela criancinha chorou, se alimentou, recebeu todos os cuidados dali pra frente e não faleceu!
Autor: Maria de Lourdes (Emedelu)

0 comentários:

Seja Bem vindo (a) ao meu blog!