segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

A Lista - Oswaldo Montenegro

dezembro 04, 2017 0 Comments

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!

Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria?

Quantos amigos você jogou fora
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas mentiras você condenava
Quantas você teve que cometer

Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você
Quantas canções que você não cantava
Hoje assovia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você
Faça uma lista de grandes amigos

Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você


sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Existe alguem muito especial

setembro 22, 2017 5 Comments

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão da Elaine Gaspareto.



A gratidão sincera, aquela que parte de lá de dentro do coração, é sem dúvida nenhuma uma terapia que só nos faz um grande bem. Impossível descrever a magia que a gratidão exerce sobre as nossas vidas.
Somos uma simples partícula de um todo, e quantas e mais quantas situações e pessoas passam por nossas vidas e muitas das vezes nem são do nosso círculo familiar ou de amigos.
Se pararmos pra analisar bem, muito temos pra agradecer nessa vida.
Vida que muitas vezes achamos cheia de obstáculos.
Dizem que os obstáculos são necessários para o nosso crescimento.
Eu creio fielmente que não estamos sozinhos nessa nossa caminhada.
Diz um ditado que "quando o mundo fecha uma porta, Deus abre uma janela.
Basta que tenhamos essa sensibilidade para reconhecer o quanto somos agraciados nessa nossa vida.
Eu agradeço a Deus pela família maravilhosa e amiga que tenho, pela minha saúde, pelos meus filhos, pelo meu trabalho, pelo meu teto, pelo companheiro que Deus colocou no meu caminho.
Pessoas que já tentaram atrapalhar minha vida? E meu trabalho suado?
Eu tive sim e muito.
Mas, nada se compara aos presentes que Deus me deu. E continua me dando.
Fazem dias que quero escrever essa postagem. Mas se não escrevi até agora, não quer dizer que a gratidão não mora no meu coração.
É uma pessoa muito especial, que com seu jeito de escrever descontraído me ensina lições de vida.
Com ela, mesmo sem ela saber, aprendi e aprendo muitas coisas.
As vezes com ela busco inspiração para organizar as minhas postagens.
Com ela eu aprendi onde buscar belas imagens ( PIXABAY) para enriquecer os meus blogs que eram tão sem graça por causa das imagens.
Sem contar que perdi o medo de usar imagens dos outros. Só isso já é motivo pra agradecer.
Aprendi a colocar o sitemap tão necessário no blog, enfim cada dia meus blogs aparecem com coisas novas.
Admiro demais essa pessoa, que sabe passar por cima das dificuldades e ainda tem uma palavra de esperança para dar.
Nem sempre as pessoas que conhecemos serão aquelas que acrescentam nas nossas vidas.
E eu tenho muita sorte de conhecer pessoas que nunca vi e no entanto estão no meu caminho para me ajudar.
A minha postagem de gratidão de hoje dirijo a Elaine Gaspareto.
Que Nossa Senhora e o Senhor Jesus te ampare, te proteja, te guarde e ilumine cada vez mais pelo muito que tem feito por mim e pelas pessoas.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão da Elaine Gaspareto.



Rastros na Areia

setembro 22, 2017 0 Comments

O sonho que tive esta noite
Foi um exemplo de amor
Sonhei que na praia deserta
Eu caminhava com Nosso Senhor
Ao longo da praia deserta
Quis o Senhor me mostrar
Cenas por mim esquecidas
De tudo que fiz nesta vida
Ele me fez recordar
Cenas das horas felizes
Que a mesa era farta na hora da ceia
Por onde eu havia passado
Ficaram dois pares de rastros na areia
Então o Senhor me falou
Em seus belos momentos passados
Para guiar os seus passos
Eu caminhava ao seu lado
Porém minha falta de fé
Tinha que aparecer
Quando passavam as cenas
Das horas mais tristes de todo o meu ser
Então ao Senhor reclamei
Somente meu rastro ficou
Quando eu mais precisava
Quando eu sofria e chorava
O Senhor me abandonou
Naquele instante sagrado
Que ele abraçou me dizendo assim
Usei a coroa de espinhos
Morri numa cruz e duvidas de mim
Filho, esses rastros são meus
Ouça o que vou lhe dizer
Nas suas horas de angústias
Eu carregava você!




segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Nunca nunca julgue o próximo antes de ter andado sete dias com as suas sandálias!

setembro 04, 2017 0 Comments

Num orfanato, igual a tantos outros que enxameiam por toda parte, havia uma pobre órfã, de oito anos de idade.
Era uma criança lamentavelmente sem encantos, de maneiras desagradáveis, evitada pelas outras, e francamente malquista pelos professores. 
Por essa razão, a pobrezinha vivia no maior isolamento. 
Ninguém para brincar, ninguém para conversar... Sem carinho, sem afeto, sem esperança... 
Sua única companheira era a solidão.

O diretor do orfanato aguardava ansioso uma desculpa legítima para livrar-se dela.
E um dia apresentou-se, aparentemente, uma boa desculpa. 
A companheira de quarto da menina informou que ela estava mantendo correspondência com alguém de fora do orfanato, o que era terminantemente proibido.

- Agora mesmo, disse a informante, ela escondeu um papel numa árvore.
O diretor e seu assistente mal puderam esconder a satisfação que a denúncia lhes causara.
Vamos tirar isso a limpo agora mesmo, disse o superior.
E, somando-se ao assistente, pediu para que a testemunha do delito os acompanhasse a fim de lhes mostrar a prova do crime.
Dirigiram-se os três, a passos rápidos, em direção à árvore na qual estava colocada a mensagem.
De fato, lá estava um papel delicadamente colocado entre os ramos.
O diretor desdobrou, ansioso, o bilhete, esperando encontrar ali a prova de que necessitava para livrar-se daquela criança tão desagradável aos seus olhos.
Todavia, para seu desapontamento e remorso, no pedaço de papel um tanto amassado, pôde ler a seguinte mensagem:
"A qualquer pessoa que encontrar este papel: eu gosto de você."
Os três investigadores ficaram tão decepcionados quanto surpresos com o que leram.
Decepcionados porque perderam a oportunidade de livrar-se da menina indesejável, e surpresos porque perceberam que ela era menos má do que eles próprios.
Quantos de nós costumamos julgar as pessoas pelas aparências, embora saibamos que estas são enganadoras.
E o pior é que, se as aparências não nos agradam, marcamos a pessoa e nos prevenimos contra ela e suas atitudes.
Uma antiga e sábia oração dos índios Siuox, roga a Deus o auxílio para nunca julgar o próximo antes de ter andado sete dias com as suas sandálias.
Isto quer dizer que, antes de criticar, julgar e condenar uma pessoa, devemos nos colocar no seu lugar e entender os seus sentimentos mais profundos.
Aqueles que talvez ela queira esconder de si mesma, para proteger-se dos sofrimentos que a sua lembrança lhe causaria.

Nenhuma pessoa é essencialmente má.
Isso porque todos nós temos, na intimidade, a Centelha Divina que é o amor em gérmen.
Assim sendo, potencialmente todos somos bons, basta que nos esforcemos para fazer brilhar essa chama sagrada depositada em nós pelo Criador. 
Jesus conhecia essa realidade, por isso afirmou: Vós sois deuses e noutra oportunidade insistiu: Brilhe a vossa luz.

Redação do Momento Espírita

Autor: Momento Espírita

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Saudade é

setembro 01, 2017 1 Comments
Maria de Lourdes (Emedelu)


Saudade nunca se sabe
Quando ela vai chegar
É uma dor esquisita
Difícil de se tratar

Chega e toma lugar no peito
Deixando a gente esquisita
As vezes consome a alma
Outras vezes nos aniquila

Nem me fale de saudade
Que é coisa ruim demais
Só há remédio que cura
Voltar pros tempos atrás

Saudade eu te arrenego
Com ela não quero negocio
Deus me livre de saudade
Deus me livre desse troço

Autor: Maria de Lourdes

Amor Ideal

setembro 01, 2017 0 Comments
Bráulio Bessa



Repare, que tanta gente no mundo
Corre em busca de um amor
Alguém que seja ideal
Aquela altura
Aquela cor
Aquele extrato bancário
Aquele belo salário

Há quem ligue para a idade
Para raça, religião
Mas quem busca perfeição
Não busca amor de verdade

O ideal é amar
Inclusive o diferente
Afinal, que graça tem
Amar uma cópia da gente?

Procure sem ter critérios
O amor tem seus mistérios
E deixa a gente atordoado
Você sai para procurar
E ao invés de achar
Acaba sendo achado

E quando o amor lhe acha
Não tem para onde correr
Finda logo essa besteira
De mil coisas para escolher

Finda todo preconceito
É como se no seu peito
Coubesse o mundo inteiro
Com todo tipo de gente
E aceita que o diferente
É só alguém verdadeiro

Percebe que a estrada é repleta de amor
E você, nessa jornada,
Vai sorrir, vai sentir dor
Vai errar e acertar
Na peleja para encontrar
Um sentimento real

E uma dica, companheiro
Se o amor for verdadeiro,
Já é o Amor Ideal.

Pai

setembro 01, 2017 0 Comments

Pai

Revelação



Pai, Pai
Que tudo fez, que tudo faz, ô, Pai, ô, Pai
Pai, Pai
Que é força vida luz e paz, ô, Pai, ô, Pai
Tá todo mundo louco, tá tudo diferente
O rico acha pouco, a gente quer ser gente
O mundo tá uma zona, e o medo dá insônia
O clima tá em coma, coitada da Amazônia

A filha da vizinha nem 13 anos tem
Largou a mamadeira, já teve um neném
E o crime tá na moda, o carro tá blindado
A roda-viva roda, o mundo tá mudado,

Pai, Pai
Que tudo fez, que tudo faz, ô, Pai, ô, Pai
Pai, Pai
Que é força vida luz e paz, ô, Pai, ô, Pai
E o cara que eu votei caiu na CPI
Jurando, "não roubei", quase morri de rir
E o homem vai à lua, se enche de poder
A criança na rua sem ter o que comer

Tá tudo liberado, é só pirataria
Tô sendo assaltado, a letra e melodia
E todo mundo quer é só levar vantagem
Pra meter o pé, ficar de sacanagem

Tá barra do jeito que tá,
tá tudo virado, de pernas pro ar
Será que existe um lugar
Pra gente cantar, ser feliz e sambar?

Pai, Pai
Que tudo fez, que tudo faz, ô, Pai, ô, Pai
Pai, Pai
Que é força vida luz e paz, ô, Pai, ô, Pai
Composição: André Renato / Ronaldo Barcelos

Follow Us @soratemplates