sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Desânimo, depressão ou preguiça?

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão da Elaine Gaspareto.


E foi assim que de repente me vi, eu de mim pra mim mesma (alguém sabe ou conhece essa expressão)?
Com tantos problemas que existem pelo mundo afora me aparece uma vontade de não fazer mais nada! 
Credo!
Talvez aquela bagunça lá pros lados da câmara e do senado, aquele chove e não molha, e eu de olhar grudado na TV, fiquei pra lá de abestalhada!
Parece que carregaram as minhas energias e me deixaram só o pó.
Já viajei! Já fui e já voltei e nada!
E mais um pouco me pergunto.
Será o benedito?
Que será isso?
Desanimo?
Depressão?
Preguiça?
Ou os três juntos?
Sabe-se lá, porque o ser humano é assim : uma incógnita. Aliás nem só os humanos, porque também os animais passam por esses momentos.
E porque não dizer as plantas também.
Quem tem olhos de ver que veja.
Não vou dizer que meu estado melancólico se foi porque aí estarei mentindo pra mim mesma.
Mas a vida ensinou-me Graças a Deus a reconhecer que somos meros mortais.
As vezes tristes, as vezes alegres.
E a vida segue!
Graças a Deus
Graças mil vezes a Deus!
Precisamos reagir a esses, ocupar o tempo.
Feliz daquele que não tem um motivo concreto para se sentir triste, ou infeliz, ou desanimado porque tem muita gente por esse mundo de Deus que realmente carrega consigo problemas sérios de verdade.
E eu agradeço a Deus, de coração pela capacidade que me deu de reagir.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão da Elaine Gaspareto.








sábado, 22 de julho de 2017

Os impactos da Reforma Trabalhista no emprego doméstico


Segundo Mario Avelino, do Doméstica Legal, a reforma trabalhista é boa para os empregadores domésticos e também para o empregado, pois pode incentivar ainda mais a contratação de empregados. “A informalidade é muito alta hoje em dia. Temos 2,5 milhões de domésticas que não tem carteira assinada e a nova lei pode trazer incentivo” diz.

LEIA MAIS
https://www.domesticalegal.com.br/os-impactos-da-reforma-trabalhista-no-emprego-domestico/

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Uma noite no Hospital São Paulo


O Hospital São Paulo, conhecido por todos aqueles que nas horas de uma necessidade maior, é o ponto de abrigo, de socorro para todos quanto estão com algum problema de saúde.
E eu lembro muito bem que foi nesse hospital que eu tive meu primeiro filho.
Eu, que nessa época não conhecia hospital nenhum fiquei maravilhada com toda aquela assistência e carinho que recebi.
Quantas e quantas mães não passaram pelo mesmo que passei?
Eu pergunto, quem já não esteve no Hospital São Paulo?
Seja pra resolver uma simples dor de barriga, ou pra resolver uma situação de emergência?
Ontem, dia 18 de julho, exatamente as 21 horas, tive que sair correndo com meu filho a procura de uma emergência médica.
E como sempre, sabemos de cor e salteado: "vamos ao Hospital São Paulo"
Meu filho se contorcia de uma repentina dor abdominal e pressão alta.
Nós tremíamos de tanto frio, mas a necessidade, quando o assunto é saúde, não existe em lugar nenhum do mundo desculpas, temos que dar um jeito e resolver, ou procurar resolver.
Chegamos ao pronto socorro do Hospital São Paulo.
A casa de todo mundo que necessita de socorro. É assim que eu falo desse hospital.
E tão grande a minha aflição foi também a tristeza ao ver a aparência daquele que é um ponto de referência em matéria se saúde. Embora caindo aos pedaços ainda existe calor humano ali entre aquelas paredes.
Lembrei do frio que fazia lá fora, e creio que esse frio que chega a doer na pele não é tão gelado quanto as causas que levaram ao Hospital São Paulo a ficar nessa situação. A madrugada avançava:
Pacientes chegando, ambulâncias com pessoas feridas chegando, crianças necessitando de primeiros socorros, idosos passando mal, essas coisas que todos sabem que existe nos prontos socorros.
Graças a Deus ainda existem pessoas que no exercício de suas profissões se preocupam umas com as outras.
Ontem pude ver de perto como é que nesse mundo tão desigual ainda existem pessoas que tratam as pessoas como seres humanos.
Pessoas assim como as que cuidam dos doentes. Que dão o melhor e si em função dos que agonizam com problemas de saúde.
Fomos muito bem tratados tanto na recepção, como pelos médicos como pela enfermaria num hospital com tão poucos recursos mesmo assim meu filho foi muito bem medicado e voltou pra casa sem dor.
Agora, sob orientação da médica que nos atendeu, mas depois medicado e atendido vamos buscar os exames que dirão o porque da dor abdominal do meu filho.
Já que nada podemos fazer, peçamos a Deus que ilumine a mente de alguém que possa ajudar ao HOSPITAL SÃO PAULO.




domingo, 9 de julho de 2017

Festa de São Pedro na Casa da Minha Irmã no Ceará, A Decoração


ÁGUA QUE PASSARINHO BEBE E ÁGUA QUE PASSARINHO NÃO BEBE

BONECOS

A RUA

PAINEL PARA TIRAR FOTOS

CACIMBA

PAINEL DE FOTOS

PENTEADEIRA

O BAR


BUDEGA

POSTO DE SAUDE

CASA

A IGREJA

PREFEITURA

CASA

CABARÉ

NOIVOS E MADRINHA DE PANO

BONECA DE PANO

PAINEL

PAINEL

Adicionar legenda





sábado, 8 de julho de 2017

Festa de São Pedro na Casa da Minha Irmã no Ceará I

Foram três meses de trabalho, preparando para os festejos da festa de São Pedro.
Os convidados são pessoas da família e os amigos mais íntimos que comparecem para encantar essa linda festa que já é uma tradição na família.











quarta-feira, 17 de maio de 2017

Cursos



curso Básico de costura


Curso Básico de Chochê para iniciantes


Curso Básico de Panos de Prato com Parch Aplique